Ir para o conteúdo

Prefeitura de Penápolis / SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Segunda-feira, 26 de Fevereiro de 2024
Prefeitura de Penápolis / SP
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUL
11
11 JUL 2023
EDUCAÇÃO
Educação terá novo projeto sobre bullying nas escolas municipais
enviar para um amigo
receba notícias
A partir do próximo mês de agosto, a Secretaria Municipal de Educação vai desenvolver um novo projeto sobre bullying em todas as escolas municipais de Educação Infantil e Ensino Fundamental. Trata-se do projeto “Amigo Sim, Bullying Não”, que busca por meio de atividades lúdicas e de inteligência emocional, conscientizar alunos da não prática do bullying e da violência escolar.
Segundo explicou a supervisora de ensino da Educação Infantil, Maria Tereza Alves Viana Monteiro Coimbra, essa temática já é trabalhada em todas as escolas ao longo do ano. “Todas as unidades escolares elaboraram projetos sobre bullying. Inclusive, o trabalho com essa temática integra o PPP (Projeto Político Pedagógico) de cada escola”, comentou.
“Esse novo projeto ‘Amigo Sim, Bullying Não’, vem para complementar as atividades realizadas ao longo do ano nas unidades. No ano passado, por exemplo, aderimos ao projeto Cultivando Sonhos, baseado no livro de literatura infantil ‘O resgate de uma vida’. Dessa forma, o combate ao bullying nas escolas é potencializado e trabalhado durante todo o ano”, reforçou.
 
Bullying Não
O projeto “Amigo Sim, Bullying Não” foi cedido gratuitamente para a rede municipal de ensino pelo seu idealizador, Cláudio dSantana. Ele conta que tanto ele, quanto seu filho sofreram bullying na escola; então, a partir disso, criou o projeto para que nenhuma criança sofra mais com esse tipo de situação. 
De acordo com o idealizador, as atividades propostas pelo projeto fazem o aluno pensar, refletir, colocar-se no lugar do outro e assim ser conscientizado brincando, com leveza. A base da metodologia dessas atividades é a do ciclo de aprendizagem vivencial (criada por David Kolb), que utiliza a vivência para consolidar as novas informações; são elas: Vivência – realização da dinâmica; Relato – compartilhamento de reações, sentimentos e emoções; Processamento – análise do que ocorreu durante a dinâmica; Generalização – comparações e analogias da dinâmica com o cotidiano; Aplicação – aplicar o que foi vivenciado no dia a dia.
“Dessa forma, a internalização da mensagem ocorre mais facilmente, naturalmente. E assim, o aluno não é um simples espectador, ele é o protagonista”, afirma Cláudio dSantana.
 
Legislação
A lei federal nº 13.185/2015 define o bullying como todo ato de violência física ou psicológica, intencional e repetitivo. É praticado sem motivação evidente por indivíduo ou grupo contra uma ou mais pessoas.
Em 2015, essa lei foi sancionada e instituiu o Programa de Combate à Intimidação Sistemática (Bullying) em todo o território nacional. A lei obrigada escolas, clubes, agremiações a adotarem medidas de combate e prevenção ao bullying.
Além disso, a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) – documento normativo do MEC (Ministério da Educação) para as redes de ensino e suas instituições públicas e privadas – também reforça a necessidade de se trabalhar o combate ao bullying no ambiente escolar.
 
Secom – PMP
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia