Ir para o conteúdo

Prefeitura de Penápolis / SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Sexta-feira, 14 de Junho de 2024
Prefeitura de Penápolis / SP
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
FEV
08
08 FEV 2015
Daep instala equipamentos para reduzir consumo de água
enviar para um amigo
receba notícias

A instalação de redutores em torneiras e esguichos em mangueiras faz parte do Projeto Piloto Meta 180

 

O Daep (Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis) iniciou, nessa última semana, a segunda fase do Projeto Piloto Meta 180. A iniciativa tem o objetivo de prevenir futuros transtornos na cidade e conscientizar a população sobre a importância da economia de água.

A primeira fase do Projeto foi iniciada em outubro de 2014 com a aplicação de uma pesquisa que analisa os hábitos de consumo de água nos locais que fazem parte do Projeto. A meta é que os participantes selecionados atinjam o consumo médio de 180 litros diários por pessoa.

Já nessa fase, serão instalados os redutores de vazão em torneiras e esguichos nas mangueiras em 19 residências localizadas na rua Inácio Alves Penteado, no Mutirão e 10 casas na rua das Palmeiras, rua do Jequitibá e rua dos Ypês no Bairro Village.

Além das casas, a Associação Renascer da Terceira Idade e um Centro de Educação Infantil Municipal também fazem parte do projeto. O serviço de instalação e o material são custeados pelo Daep em conformidade com a Lei Municipal que instituiu o projeto.

 

Redução no consumo

De acordo com a diretora presidente do Daep, Sílvia Mayumi Shinkai de Oliveira, a média diária de consumo no município foi de 221 litros/habitante em 2013 e 225 litros/habitantes em 2014. A Organização das Nações Unidas (ONU) preconiza o consumo diário deve ser de 110 litros por pessoa.

“O projeto experimental será testado em dois bairros que apresentam consumo alto em relação aos demais, uma creche e uma instituição filantrópica. Se os resultados forem positivos o projeto poderá ser ampliado a outros imóveis”, destaca Sílvia.

Ainda segundo a presidente, apesar de a cidade não enfrentar problemas no abastecimento, é preciso conscientizar toda a população sobre o uso racional da água. Penápolis possui um único manancial de abastecimento público, mas ainda não sofre com a falta de água devido ao trabalho de preservação das nascentes e da mata ciliar.

“Vemos hoje a situação enfrentada por outros municípios e temos a certeza que esse recurso natural é finito. Se não usarmos a água com responsabilidade e preservamos o meio ambiente, poderemos ter problemas no futuro”, enfatiza Sílvia.

 

Secom – PMP

Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia